A história da Vans.





Marcar como favorito    Publicado por:    ·   26/04/2014 às 18:36    Noticias



Se existe uma marca cuja sua história se confunde com a própria história e evolução do skate, ela atende pelo seguinte nome: Vans, Se liga na matéria completa sobre a Vans aqui no clube.



Cultuada não apenas pelos praticantes do skate, mas também por adeptos de street wear, músicos, bandas punks e fãs de cultura alternativa em geral, a importância da Vans no cenário da moda e comportamento é tamanha, que a marca, bem como seus estilosos modelos de tênis, são tidos como clássicos que atravessam gerações.

Origens

A data exata do surgimento da Vans remete à inauguração de uma simples loja de sapato na cidade de Anaheim, Califórnia. Foi no dia 16 de março de 1966 que os irmãos James Van Doren e Paul Van Doren, com mais alguns sócios, buscaram suprir a necessidade dos skatistas locais em obter um calçado que “desse conta do recado” para a prática do skate.

Assim nascia a VAN DOREN RUBBER COMPANY, embrião do que veio a ser a Vans, grife mais conceituada do skate mundial. Os primeiros tênis da marca - chamados de Deck Shoes – eram feitos todos em lona, cujo solado apresentava características de um tênis maleável, leve e vulcanizado, caindo no gosto da galerinha antenada desde aquela época, com o skateboarding.

Aliás, cabe aqui uma ressalva no tocante à tecnologia dos calçados vulcanizados:

Desde o ano de 1900 havia apenas três empresas que fabricavam calçados vulcanizados nos EUA: Randy, Keds e Converse. E agora, a Vans... (Fonte) 

Este modelo que hoje é conhecido como o VANS AUTHENTIC foi um divisor de águas dentro do segmento do skate e moda, no sentido de pela primeira vez na história, uma loja/grife produzir e vender produtos para um público direcionado, específico, no caso, o público do skate.

 Entrando de sola nos anos 70

Com a galera do carrinho aderindo maciçamente ao tênis que ajudava nas performances e manobras, não demorou muito para que o tal Deck Shoes se popularizar, e tudo no chamado “boca à boca”. Caindo nas graças dos skatistas e principais nomes do esporte, o tênis da marca recebeu o apelido “Vans” do próprio público alvo, tornando-se posteriormente o nome oficial da grife.

Tony Alva e Stacy Peralta: uma nova era

Em 1975 uma nova era nascia para a Vans e para os skatistas em geral. Duas lendas do skate, Tony Alva e Stacy Peralta são encarregados de desenvolver o design de futuros modelos de tênis. Um destes novos modelos é chamado de Vans #95, ou Vans Era, que inovava ao investir em cores diferenciadas das usuais, bem como as combinações variadas.

Já em 76 a característica ícone da marca surge: o “Sidestripe”, aquela listra lateral tradicional e marca registrada do tênis Vans! Ela aparece no modelo STYLE 36, hoje chamado de OLD SKOOL. A geração seguinte deste modelo aparece em cano alto, sendo outro modelo de sucesso e dos mais consumidos mundo afora, o sk8-hi.

 No último ano da década de 70 mais um novo petardo é lançado pela marca e sua relação com a cena musical efervescente na época se estreita, indo além dos palcos e chegando inclusive ao cinema. O modelo #44 (Slip-On) vira febre mundial, devido à forte adesão de ciclistas de BMX e skatistas, além dos músicos e integrantes de bandas punks.

Nos anos 80 a Vans já é ícone desta geração contestadora que se rebela contra o sistema, e a fama do tênis aumenta ainda mais devido ao ator Sean Penn. Ele aparece com o modelo Slip-On no filme Fast Times at Ridgemont High, alavancando ainda mais o reconhecimento em torno da grife. Na cena, Sean aparece descalço com o modelo citado nas mãos.

O sonho Vans se tornara real, mas como em toda história de sucesso, o clichê das barreiras e pedras no caminho também foi verdadeiro e fez parte do roteiro. Embora a marca tivesse expandido suas esfera para outros esportes, caso do futebol americano, basquete e baseball, entre outros, surgiram alguns entraves com marcas bem famosas e já consolidadas neste meio. Isto gerou uma crise que ameaçou inclusive a falência da marca. Porém, com criatividade e ajuda financeira, a Vans ressurgiu feito uma Fênix mitológica, ainda com mais força e alcance.

Vans, skate e música

A importância da Vans no cenário musical alternativo/punk é tão grande, que em 2001 ela passa a ser responsável pelo festival Warped Tour, que envolve shows e esportes radicais, com certeza um dos mais importantes da cena americana de skate e rock.

Mas a relação entre a arte do skate, música e paixão por tênis vai além do festival Warped Tour. Ela é muito bem sintetizada pela linha Vans Band Program, que desde 1999 produz modelos de tênis inspirados em bandas clássicas da cena metal, punk e hardcore.

Motorhead, Slayer, Bad Religion, Circle Jerks, Descendents, Public Enemy, Bad Brains, Metallica e tantos outros grupos e bandas são reverenciadas pela Vans neste projeto incrível que mostra o quão a marca está antenada com o gosto e atitude se seu fiel público skatista.

E o que esperar da marca daqui pra frente? Certamente, o lugar dela no coração dos skatistas e alternativos em geral já está garantido nesta e nas próximas gerações. Embora clássica, a Vans jamais parou no tempo, ao contrário, sempre encontrou formas de se reinventar e certamente continuará sendo sinônimo de estilo e atitude, sinônimo de skate nos 4 cantos do mundo.

 

Texto escrito por Luis Perossi
















  • Exemplo a Seguir

6º episódio da série mostra a história de Sandro Soares que criou o projeto Manobra do Bem que leva skate e educação a crianças da periferia.



Noticias


  • O documentário

O documentário All This Mayhem foi lançado em Agosto de 2014 e chegou com tudo, chamando atenção e causando polêmicas envolvendo a história do skate, o filme fala da história dos irmãos Pappas e você não pode deixar de ver.



Noticias




6º episódio da série mostra a história de Sandro Soares que criou o projeto Manobra do Bem que leva skate e educação a crianças da periferia.




O documentário All This Mayhem foi lançado em Agosto de 2014 e chegou com tudo, chamando atenção e causando polêmicas envolvendo a história do skate, o filme fala da história dos irmãos Pappas e você não pode deixar de ver.




Anunciado hoje pela Vans a inclusão do skatista profissional Geoff Rowley em seu programa de vestuário, ele já fazia parte do time desde 99 mais agora esta por completo na empresa ajudando não só em inovação em ténis como em roupas.




A matéria já começa com uma chamada elegante, De origens humildes ao status de ícone, o brasileiro Luan Oliveira deve tudo ao skate: Sem ele, eu estaria morto. Desabafa o campeão mundial.